A Psicoterapia Individual é um processo terapêutico de promoção de estabilidade mental, de bem-estar pessoal e de autossatisfação. Neste processo, o psicólogo ajuda o paciente a clarificar e conhecer o seu modo de funcionamento, assim como as suas próprias dificuldades e a encontrar soluções e novas estratégias para lidar, de uma forma eficaz, com as mesmas.

Estas mudanças, que permitem o desenvolvimento pessoal, capacitam a pessoa a viver de forma mais coerente com os seus valores e, consequentemente, a sentir uma maior satisfação no seu dia-a-dia. Assim, o paciente e a sua individualidade têm um papel central neste processo de cura.

A Psicoterapia Individual pode-se realizar em várias faixas etárias:

Que abordagens terapêuticas usamos?

Dependendo das características de cada um, da natureza dos problemas e dificuldades encontradas e, até, da fase da terapia, podem ser utilizadas diferentes abordagens terapêuticas.

Assim, os psicólogos da Mental Health Clinic Isabel Henriques utilizam diferentes abordagens como:

  • A Psicoterapia Psicanalítica é um processo longo, que visa a compreensão profunda do paciente, e trabalha os processos conscientes e inconscientes do paciente, salientando a importância dos conflitos internos na infância para o funcionamento psicológico na idade adulta. Na Psicoterapia Psicanalítica, o psicólogo mantém uma postura de empatia, não julgamento e compreensão, ouvindo atentamente o paciente e devolvendo a sua compreensão e interpretação, de forma a transformar as suas emoções e experiências.
  • A Terapia Cognitivo-Comportamental é uma abordagem mais breve e específica que trabalha a relação entre pensamentos, emoções e comportamentos. Esta terapia parte do pressuposto de que aquilo que nos afeta é a forma como interpretamos e pensamos sobre as situações e não as situações ou acontecimentos em si. Assim, a Terapia Cognitivo-Comportamental propõe a identificação de crenças e pensamentos automáticos distorcidos, a análise da sua influência nas emoções e comportamentos, assim como a aprendizagem de estratégias para alterar, gradualmente, estes pensamentos distorcidos e, substituí-los por outros mais úteis.
  • As Terapias de Terceira Geração, baseadas no mindfulness e na compaixão, convidam o paciente a adotar uma postura de curiosidade, aceitação e não julgamento face às suas experiências internas (pensamentos, emoções e sensações), mesmo que estas sejam dolorosas. Estas terapias têm como objetivo mudar a forma como a pessoa se relaciona com a sua experiência interna (e não alterar a experiência interna em si). Este processo de mudança assenta numa relação de aceitação e compreensão entre o psicólogo e a pessoa, na qual o psicólogo assume que a sua mente e a da pessoa que está à sua frente são idênticas.
  • A Psicoterapia de Apoio é uma abordagem de intervenção específica de apoio psicológico e de auxílio na resolução de problemas específicos, que visa a melhoria do funcionamento ou equilíbrio psíquico do paciente ou o reforço das suas defesas psíquicas, através da adoção de medidas e estratégias que permitam o alívio dos sintomas. Esta terapia pode ser útil em situações de crises temporárias, traumas ou desastres (ex: doenças, crises familiares, desemprego, etc.), assim como para deficits crónicos ou perturbações graves. O psicólogo mantém uma relação de suporte e segurança com o paciente, assumindo uma postura ativa, respondendo a dúvidas e, partilhando as suas posições.

 

Captura de ecrã 2018-01-10, às 19.34.42